Ex-ministro de Lula profere palestra para metalúrgicos

Quarta-feira, 18 de Julho de 2012 - Última alteração em 18/07/2012 às 00:00
fonte:  Imprensa SMetal
Cássio Freire/Imprensa SMetal
Vannunchi comandou elaboração do Programa Nacional de Direitos Humanos-3
Vannunchi comandou elaboração do Programa Nacional de Direitos Humanos-3
Ampliar
Vannunchi comandou elaboração do Programa Nacional de Direitos Humanos-3
Vannunchi comandou elaboração do Programa Nacional de Direitos Humanos-3

O ex-ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos do governo Lula, Paulo Vannuchi, proferiu palestra na quarta-feira (18), em Sorocaba, para os membros da diretoria plena do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região.


Assessor político da Federação dos Sindicatos Metalúrgicos da CUT (FEM-CUT/SP), Vannuchi tem atuado, desde maio de 2011, na formação das lideranças sindicais do estado de São Paulo. "O sonho socialista demora, mas tem que ser construído a partir de uma consciência política da classe trabalhadora. Por isso a importância de a classe trabalhadora ser bastante politizada", comentou.


Ao traçar um amplo panorama da conjuntura político-econômica, Paulo Vannuchi comentou a necessidade de o Brasil realizar, com urgência, uma reforma política e financiamento público de campanha, e promover a democratização dos meios de comunicação. "A imprensa brasileira esconde a imagem desse novo Brasil que começou com o presidente Lula. Se você quiser saber sobre o Brasil como ele realmente é, você tem que ir para o exterior e ver as notícias da imprensa estrangeira", analisou.


Mestre em ciência política pela Universidade de São Paulo (USP), Vannuchi destacou ainda a proximidade das eleições municipais. "A disputa eleitoral estará dividida entre dois projetos de Brasil. Nós precisamos colocar Sorocaba em sintonia com esse processo vitorioso que, de 2002 para cá, desmontou todas as teses defendidas e praticadas até então pelas elites dominantes".


Comissão da verdade
Responsável pela elaboração do Programa Nacional de Direitos Humanos-3 (PNDH-3), o ex-ministro comemorou a recém-criada Comissão Nacional da Verdade que, nos próximos dois anos, vai apurar violações aos direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988, período que inclui a ditadura militar. "Minha maior alegria como ministro foi a criação da Comissão. A memória histórica é componente fundamental na construção da identidade social e cultural de um povo e na formulação de pactos que as segurem a não repetição de violações de Direitos Humanos", avaliou o ex-ministro.


Iara Bernardi
Além da diretoria do Sindicato, assistiram à palestra, como convidados, o deputado estadual Hamilton Pereira e a candidata a prefeita de Sorocaba Iara Bernardi, ambos do PT. Iara inclusive manteve frequentes contatos com Vannuchi quando ela foi deputada federal por dois mandatos de 1998 a 2006.


Biografia
Paulista de São Joaquim da Barra, cidade da região de Ribeirão Preto, Paulo Vannuchi é assessor do ex-presidente Lula (desde 1980) e mestre em ciência política pela Universidade de São Paulo (USP). Atuou como diretor e ajudou a fundar o Instituto da Cidadania, organização não-governamental (ONG) ligada ao Partido dos Trabalhadores (PT) e foi ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos do governo Lula (2003-2010).

 

Comentários

Voltar