ContraCatraca apoia participação de partidos

Segunda-feira, 24 de Junho de 2013 - Última alteração em 24/06/2013 às 00:00
fonte:  Imprensa SMetal

Depois da grande manifestação que levou pelo menos 20 mil pessoas às ruas de Sorocaba na noite de quinta-feira, dia 20, o Movimento ContraCatraca, coletivo que lidera os protestos, divulgou nota nesta segunda-feira, dia 24, na qual discorda da opinião de alguns manifestantes, de que bandeiras de partidos não deveriam aparecer nas manifestações, e o apoio a participação de partidos de esquerda, sindicatos e movimentos sociais.

A carta também enfatiza que apesar das mais variadas reivindicações vistas na manifestação, o movimento tem uma pauta clara que é a mobilização popular pelo acesso à cidade e a mobilidade urbana. Para debater esse tema, o Movimento ContraCatraca realiza uma plenária popular nesta segunda-feira, dia 24, às 19h, na praça Coronel Fernando Prestes.

A nota divulgada por meio das redes sociais destaca que ao tomar grandes proporções, o movimento enfrentou um esforço ao receber uma série de pautas dos mais variados temas na mobilização. "O que resultou na sua despolitização, já que se desviou ao tema proposto desde os atos anteriores: a mobilização popular pelo acesso à cidade e a mobilidade urbana".

Ainda segundo a nota, o movimento apóia e considera legítima certas reivindicações de alcance nacional como a reforma política, a democratização da comunicação, reforma agrária e urbana, entre outras. Porém, enfatiza que as propostas do Movimento são claras e com caráter político definido. "Queremos um transporte genuinamente público e popular. Lutamos contra o empresariado e relembramos que o povo não pode pagar a conta do aumento".
Na carta, o Movimento reconhece a questão da mobilidade urbana como tema transversal, uma vez que a população depende do transporte público pra ter acesso a outros serviços essenciais.


Esquerda é bem-vinda

Intitulado "Após ato histórico, a hora é de fazer história", o documento do movimento discorda da opinião de alguns manifestantes, de que bandeiras de partidos não deveriam participar das manifestações. "Essa visão se transveste de ‘apartidária' quando na verdade se expõe de uma forma claramente anti-partidária".

"A participação de partidos de esquerda, sindicatos e movimentos sociais que compõem a luta conosco é bem-vinda e incentivada", acrescenta o texto, que reconhece o movimento como suprapartidário.

A nota também parabeniza os participantes e comemora a conquista da revogação do aumento da passagem de ônibus, anunciada pelo prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB).

 

Imagem

Comentários

Voltar