Atividades marcam os 50 anos do golpe militar

Quinta-feira, 03 de Abril de 2014 - Última alteração em 03/04/2014 às 00:00
fonte:  Imprensa SMetal

No dia 28 deste mês, aconteceu a primeira audiência pública da Comissão Municipal da Verdade Alexandre Vannucchi Leme, na Câmara Municipal de Sorocaba, presidida pelo vereador Izídio de Brito (PT), para debater os 50 anos do golpe e as conseqüências da ditadura no Brasil.

No último dia do mês, 31, o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) e um grupo de professores do projeto Café e Educação promoveram debate (foto) com o professor Miguel Trujillo Filho, o ex-ferroviário Francisco Gomes e a jornalista Fernanda Ikedo, na sede do Sindicato.

No mesmo dia e horário, a UFSCar promoveu mesa de debate com os professores da universidade que sentiram na pele as consequências do golpe: Marly de Almeida Gomes Vianna, Ramón Peña Castro e Wolfgang Leo Maar.

No dia seguinte, 1º de abril, diversos eventos marcaram a data histórica na cidade. Na UFSCar, com a segunda mesa de debate, no campus da rodovia João Leme dos Santos. A programação completa pode ser visualizada no blog: http://50anosdogolpe.blogspot.com.br/p/blog-page.html

O Centro Acadêmico Rubino de Oliveira da Faculdade de Direito (Fadi) também promoveu discussão sobre o tema. Entre as palestrantes estava a professora de história contemporânea da USP, Maria Aparecida Aquino.

Para o dia 3 de abril, às 19h30, na Uniso - Cidade Universitária, haverá palestras com as professoras Maria Aparecida de Aquino, Maria Regina Vannucchi Leme, Osvaldo F. Ramos (Juruna) e o historiador Walter Cruz Swensson Junior.

Comentários

Voltar